Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

O Dia Mundial do Livro e os Hábitos de Leitura.

Desde muito miúda que a minha mãe me começou a incentivar à leitura, a entrar no fascinante mundo dos livros. Desde sempre que me lembro dela me presentear com todo o tipo de livrinhos, desde aos mais pequenos aos maiores.
P
Eu adorava - e adoro - os meus livros e estimava-os como se fossem a coisa mais preciosa ao cimo da terra. E não gostava quando os emprestava e eles pareciam ter vindo do caixote do lixo. Isso magoava-me, deixava-me triste e jurava intimamente jamais voltar a emprestar aquele "pedacinho de mim", do meu mundo a quem quer que fosse. Ainda hoje sou assim comichosa com os meus livros, sejam eles quais forem. Pra mim é impensável escrever, tirar notas a caneta num livro e pontas dobradas é como se me dobrassem as unhas. Manias!

 P

Em miúda, quando vinham as férias grandes, as férias de verão, adorava passar as tardes de calor, com o meu desaparecido cão Rex ao meu lado, a ler tudo o que me aparecesse à frente: os meus adorados livros da BD da Luluzinha, os livros de mistério da Patrícia, d'Os Cinco, os clássicos portugueses desde o Júlio Dinis até ao Camilo Castelo branco ou Eça de Queirós. Quando o calor baixava, voltava para a rua para andar de bicicleta, saltar à corda ou jogar à macaca.
P
Depois veio o tempo do secundário e da universidade e, sendo eu de letras, mais livros vieram preencher a minha vida, conheci outros mundos, outras realidades. Cheguei a um ponto que já não tinha mais espaço para livros e sempre que pensava adquirir um livro, tinha de ponderar se teria espaço.
P
Com o decorrer dos tempos, o tempo começou a escassear, a disponibilidade para a leitura também diminuiu e a frequência de aquisição de livros passou a ser bem diminuta. Com o tempo a ser pouco e com o encarecimento dos livros e o dinheiro a ter de ser bem contadinho, o incentivo começa a ser pouco.
P
Gostava muito de recuperar os meus antigos hábitos de leitura. Talvez obrigar-me a ler uma ou duas páginas - sim, porque mais deve ser missão impossível - antes de adormecer. Ir buscar os livros cuja leitura não terminei ou nunca cheguei a iniciar ou até mesmo reler livros que tanto amei.
P
Que acham? :)))

[F3] Na mesa de cabeceira.

E aqui está a minha mesa de cabeceira.
Simples e despretenciosa como eu, feita de madeira clássica, tradicional.
No seu tampo tenho uma caixa onde coloco pequenos objectos pessoais e que combina com os tons do quarto, duas ovelhinhas super fofas, oferecidas pela minha sogra, e que representam aqui a Pepper e o N., a santa que me dá nome (quem a reconhecer fica a saber como me chamo) e que foi oferecida pela minha mãe e last but not least, o meu amigo candeeiro que me deseja boa noite antes de eu assentar a cabeça na almofada... :)

 

[F2] Algo m[Eu].

Talvez a minha parte mais óbvia (e mais esperada?!?) para ser mostrada fosse outra.

Talvez devesse mostrar a parte mais bonita da minha cara mas optei por por mostrar-vos esta: o cabelo.

Não é nada de especial. É liso, muito brilhante, embora aqui não se note, e o seu tom natural é quase preto mas eu pinto-o.

Penso que o cabelo é um dos atributos mais importantes da mulher, que a fazem sentir-se bem, feminina e sexy. 

É ele que emoldura o rosto, e uma moldura bonita dá sempre outro realce a uma fotografia.

Dia da Terra - Tratemo-la como ela merece!

Este é o nosso mundo, é onde nós vivemos mas não estimamos. O Ser Humano parece gostar de destruir aquilo que é único e precioso. Mais do que nunca é urgente NÓS, os adulto de hoje, mudarmos atitudes e hábitos e ensinarmos às gerações vindouras o quão é importante preservarmos e cuidar do belo Planeta Azul.
A foto que ilustra o meu post deixa-nos alguns conselhos: Limpar, Salvar animais, reciclar, apagar a televisão, não poluir, plantar árvores e flores, andar mais a pé em vez de andarmos de carro, andar de bicicleta, poupar água, reutilizar, reduzir, fazer compras no mercado ou directamente ao agricultor...
Estas são apenas algumas medidas importantes vistas pelos olhos das crianças.

"De Máquina na Mão..." - Um Desafio Fotográfico.

Há uns dias atrás, em conversa com a minha amiga Lua, ela confidenciou-me que tinha pensado em fazer um desafio fotográfico para fazer no blog. Ela e eu gostamos muito de fotografias e ainda mais de fotografar coisas, daí esta ideia ter-nos agradado às duas 

 

Ela já tinha a ideia formada e uma série de temas rabiscados e disse-lhe que iria ser sua companheira no cumprimento deste desafio e que até poderia contribuir com algumas ideias para temas. E assim foi!

 

Depois de dois dedos de conversa e dela definir o que queria e de serem limadas algumas arestas, o resultado foi este:

 

Título: De Máquina na Mão - muito mais que fotografia..."

Objectivo: Responder a cada um dos temas propostos publicando apenas uma fotografia (uma fotografia por dia da nossa autoria, que pode ser acabadinha de tirar ou uma que já tinha sido tirada).

 

Os temas são estes:

 

 
 
Que me dizem do desafio? É giro, não é? Quem é que tem coragem de andar de máquina fotográfica na mão par aparticipar neste desafio?
Estou a contar com vocês, faxavor de não decepcionarem a vossa amiga Pepper... :PPPPPPPPP

Outra vez?!? Não me apetecia nada... :S

Hoje estou como o tempo: meia chocha. Estou aborrecida porque o meu PC grande está outra vez avariado. E novamente voltei a ter que utilizar o micro. O único senão é ele ser mesmo micro. Cansa-me muito a vista devido ao tamanho micro do ecrã e, consequentemente, das letras e faz-me dores de cabeça, além de me provocar uma soneira danada!

 

Para "ajudar" tem as teclas em locais diferentes o que me faz dar erros descomunais, pois a minha escrita está automatizada com outro tipo de disposição de teclado.

E se preciso de alguma coisa que tenho nalgum ficheiro, não posso utilizar pois aqui não tenho nada! Este tem tão pouca capacidade que apenas tem o básico do básico.

 

Em termos visuais, se estou numa janela a fazer alguma coisa, tenho de a baixar se quero aceder a outra. E para ver a janela completa tenho de andar a puxar a página de um lado para o outro, pra cima ou para baixo. Ah e se estiver no Messenger a falar, tenho que baixar o browser para ver a barra de ferramentas e conseguir falar na janelinha. Que chatice!

 

Trabalhar a sério neste micro PC é impensável! A coisa mais pequena, mínima, simples leva eternidades, é uma tarefa Herculea. Por isso, não estranhem se demorar algum tempo a entrar nas vossas "casas"...

 

De maneira que hoje estou assim: chocha e com falta de energia. O que me apetecia mesmo era enfiar o rabiosque na cama e a cabeça debaixo da almofada e ficar lá a ouvir a chuva e o vento. Raios!

 

 

Sou excelente na cama!

Mas é que sou mesmo tão boa mas tão boa na cama que o despertador do telemóvel toca, meto o telemóvel debaixo da almofada e continuo a dormir tranquilamente. E o melhor é que nem me lembro de nada. E como é que eu sei que isto tudo aconteceu? É simples! O pequeno pormenor que indica que tudo isto aconteceu é que o telemóvel antes de tocar NÂO estava debaixo da minha almofada...!
Digam lá se não sou excelente na cama?!?
Então se estiver morta de cansaço é uma excelência de qualidade!
Oh se é!
{#emotions_dlg.blink}
O título do post é falacioso de propósito...
 Brincadeirinha!
 

Em modo cansadite aguda.

Hoje acordei muito em baixo, com um cansaço surpreendente, uma dor de cabeça chata, chata e uma série de tonturas que me fazem sentir num carrocel. 

O tempo também não está a ajudar muito pois parece-me estar a mudar e, para completar o cenário, entrei hoje naqueles "dias especiais".

Até parece que tenho o cérebro feito em picadinho.

 

Não tinha motivo para me sentir assim. Ontem as aulas correram bem, as turmas estavam calminhas e ninguém me chateou a massa cinzenta. Não fiz um trabalho extraordinário, que tivesse saído da rotina, que me fizesse sentir assim. 

Esta noite dormi bem, acordei à hora de sempre e também ninguém me enervou para que me sentisse toda "partida" e cansada.

 

Este estado é incapacitante. A única coisa que apetece fazer é ficar esticada na cama sem mexer uma palha, ficar invisível para o mundo. Obviamente que não me vou entregar a este estado... nem pensar! Resmas de coisas para fazer ali à minha espera e eu ia ficar imóvel, invisível e deitadinha na minha cama?!? Na!

Já ataquei em três frentes: primeiro, resisti ao apelo da cama e fugi dela a sete pés, tomei um comprimidito para as dores que me andam aqui a picar e rematei com um café para afugentar quaisquer astenias que andassem aqui a rondar. Devo dizer que o efeito ainda não está em pleno mas tenho esperança que, depois de almoço, a coisa esteja a cem porcento! Pronto, a noventa e nove...

 

Ah e vou ainda, colocar um sorriso in the face e não vou deixar que me enervem!!!

Pra ti um dia lindo!

 

"Eu só vim lhe desejar um dia lindo. Com flores pelos caminhos que você percorrer. Com gente feliz ao seu redor. Com chuvas de sorrisos e de olhares que vem da alma. Não importa se grandes notícias não virão hoje. Que também não venham as más. Que seu dia seja de paz. Que você esteja em paz. E que você olhe os problemas de cima, e as pessoas que você convive, com olho no olho. Que as palavras do dia sejam ‘leveza’, ‘doçura’, ‘calmaria’, ‘tranquilidade’. E que suas próximas horas sejam carregadas de pensamentos positivos e muita paz no coração. Só vim te desejar um ótimo dia. Colorido e florido."

 

                                                                                                                                       Caio Fernando Abreu 

 

E eu acrescento também o desejo de uma semana feliz,

cheia de sorrisos e muita paz.